Eletroneuromiografia – Potenciais evocados

O exame de eletroneuromiografia é composto do Estudo de Condução Nervosa (ECN) e da eletromiografia (EMG).

O estudo de condução nervosa (ECN) é uma medida da quantidade e velocidade de condução de um impulso elétrico através de um nervo. ECN pesquisa o funcionamento e pode determinar danos e destruição existentes dos nervos que fazem com que os músculos reajam de maneira anormal.

Durante o teste, o nervo é estimulado, geralmente com eletrodos de superfície fixados à pele. Dois eletrodos são colocados na pele sobre o nervo. Um eletrodo estimula o nervo com um impulso elétrico muito leve e o outro eletrodo o registra. A atividade elétrica resultante é registrada por outro eletrodo. Isso é repetido para cada nervo que está sendo testado.

Os procedimentos ajudam a detectar a presença, localização e extensão de doenças que danificam os nervos e os músculos.

Procedimentos para cada nervo estudado:

  • Um eletrodo de registro será fixado à pele sobre o nervo com uma pasta especial e um eletrodo de estimulação será colocado a uma distância conhecida do eletrodo de registro
  • O nervo será estimulado por um choque elétrico leve e breve dado através do eletrodo de estimulação.
  • Você pode sentir um pequeno desconforto por alguns segundos.
  • A estimulação do nervo e a resposta detectada serão exibidas em um osciloscópio (um monitor que exibe a atividade elétrica na forma de ondas).

A eletromiografia (EMG) mede a resposta muscular ou atividade elétrica em resposta à estimulação de um nervo do músculo. O teste é usado para ajudar a detectar anormalidades neuromusculares. Durante o teste, uma ou mais pequenas agulhas (também chamadas de eletrodos) são inseridas através da pele no músculo. A atividade elétrica captada pelos eletrodos é então exibida em um osciloscópio (um monitor que exibe a atividade elétrica na forma de ondas). Um amplificador de áudio é usado para que a atividade possa ser ouvida. A EMG mede a atividade elétrica do músculo durante o repouso, contração leve e contração forçada. O tecido muscular normalmente não produz sinais elétricos durante o repouso. Quando um eletrodo é inserido, um breve período de atividade pode ser visto no osciloscópio, mas depois disso, nenhum sinal deve estar presente.

Após a inserção de um eletrodo, você pode ser solicitado a contrair o músculo, por exemplo, levantando ou dobrando a perna. O potencial de ação (tamanho e forma da onda) que isso cria no osciloscópio fornece informações sobre a capacidade do músculo de responder quando os nervos são estimulados. À medida que o músculo é contraído com mais força, mais e mais fibras musculares são ativadas, produzindo potenciais de ação.
Procedimentos por músculo estudado:

  • Uma agulha (eletrodo) fina e estéril será inserida no músculo. Um eletrodo de aterramento será posicionado sob seu braço ou perna.
  • Você pode sentir uma leve dor com a inserção do eletrodo, mas geralmente é indolor.
  • Se o teste for doloroso, você deve informar ao seu examinador, pois isso pode interferir nos resultados.
  • Você será solicitado a relaxar e, em seguida, realizar contrações musculares leves ou com força total.
  • A atividade elétrica de seu músculo de trabalho será medida e exibida no osciloscópio.
  • Um amplificador de áudio também pode ser usado para que a aparência e o som dos potenciais elétricos possam ser avaliados. Se o gravador estiver conectado a um amplificador de áudio, você poderá ouvir um som como granizo em um telhado de zinco quando contrair seu músculo.

INDICAÇÕES:

Seu neurologista pode encaminhá-lo para o EMG para as seguintes condições:

  • Neuropatia periférica
  • Síndrome do túnel do carpo
  • Cirurgia de nervo periférico
  • Condições Neurocirúrgicas da Coluna
  • Neuropatia Ulnar
  • Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA)
  • Doenças do neurônio motor
  • Atrofia muscular espinhal
  • Radiculopatia cervical e lombossacra
  • Síndrome de Guillian-Barré
  • CIDP
  • Charcot-Marie-Tooth
  • Lesão do plexo braquial
  • Miastenia gravis
  • Miopatias
  • Distrofia muscular
  • Miosite
  • Neurofibromatose
  • Dor crônica
  • Tremores
  • Distúrbio de movimento
  • Outros


Agende sua consulta

+55 (21) 96928-1011
Fale Conosco